No rescaldo do que foi… mas que podia não ter sido…

E eis que depois de um curto, mas simpático interregno, que isto de escrever é coisa para se levar levando, para sossego de uns e desassossego de uns outros quantos, voltamos a um “tempo de vésperas” de um amanhã seguramente diferente de ontem…

Do rescaldo da noite eleitoral ressaltam várias evidências quer a nível nacional, quer local.
seguro-2967En passant e a nível nacional:

  • Relembrar que Tó-Zé está seguro na mudança, na dele está claro, e que realmente um novo ciclo se abre no PS onde o PREC vai levar à substituição do referido, restando saber se por “sangue novo” ou mais ao estilo “de volta para o meu aconchego” em modo socrático…
  • A coligação “Aliança Portugal” apesar do resultado menos bom, não leva a “sova” que alguns esperavam…
  • O Bloco consegue, apesar de tudo, manter-se à tona d’água, dando assim mais tempo a Catarina Martins & friends para brincarem de e aos políticos…
  • A CDU, não fosse a apresentação a destempo e a desmodo de uma moção de “desconfiança”, até quase que passava por ser um partido credível…
  • Portugal é mesmo um país simpático e solidário, veja-se o caso de Marinho Pinto, recém-saido da Ordem já com guia de marcha assinada pelo “povo” para o Parlamento Europeu, onde se vai juntar aos que mui criticou, fazendo justiça ao velho ditado “… junta-te a eles”… MPT e Marinho Pinto fazem lembrar o PSN e Manuel Sérgio, resta saber quanto tempo dura o “casório”…europeias-8a42
  • Por fim, é “irrevogável” que o CDS perdeu um eurodeputado, coisa pouca é certo, mas perdeu… É bom que na bruma da não vitória “esmagadora” de outros, não se esqueça este resultado, a sua génese e as suas consequências…
  • Quanto a Pedro Passos Coelho, está aí para lavar e durar, pelo menos até 2015 ou até quando o amigo Paulo quiser…

Captura de ecrã 2014-05-26, às 12.02.35A nível local, o que já se esperava:

  • A coligação ganhou sem esforço, pelo menos do CDS…
  • Fernando Ruas, o homem que a partir de agora garante que a Europa vai saber o que é uma cerejeira não foi tão determinante como alguns pensavam no resultado, basta ver os números do concelho de Viseu para o perceber… nada que surpreenda quem esteve no jantar de campanha de Viseu onde Fernando não teve “maior” calor que António Almeida Henriques… sinal dos tempos talvez…
  • O PS que apenas sobe cerca de 6.000 “cruzes” quando a coligação perde mais de 23.000… a mostrar que é seguro que
    por cá a sua praia é mesmo em Mangualde…Captura de ecrã 2014-05-26, às 12.03.08
  • O PC aguenta e o Bloco ainda vai ter direito a mais um jantar com os clientes do “Colmeia”…
  • Também por aqui a rapaziada achou piada ao Pinto, o Marinho diga-se… quando podia ter dado ajuda a um conterrâneo que liderava as hostes monárquicas, o Nuno Correia da Silva o qual, diga-se, merecia estar bem mais acima…

Terminada a árdua “campanha eleitoral” e a aproximar-se o verão, as atenções vão centrar-se no programa de actividades e variedades que o executivo liderado por António Almeida Henriques se prepara para apresentar ao povo e nas anunciadas eleições para a concelhia viseense do CDS, sendo que aqui reside o adicional interesse de já haver candidatos, eleições é que não… O que talvez explique a “forte” presença nesta última campanha das Europeias… Por uma questão de poupança e organização, talvez fosse de considerar a marcação das ditas para o mesmo dia das eleições para a Comissão Política Distrital, cujo mandato está a terminar…

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s