Sebastião e os outros… ou o ensino superior por cá…

319538_270079319793398_846989649_nE eis que de repente, ao estilo Zeca Afonso, “de uma assentada eu volto já”, voltou a falar-se de e sobre Ensino Superior em Viseu, agora revisto e aumentado em “Viseu, cidade região”.

É uma discussão antiga, ainda estigmatizada pela não criação da Universidade Pública em Viseu, aquela por uns prometida a plenos pulmões nos idos anos de 95 numa Avenida 25 de Abril repleta de viseenses e por outros criada em decreto mas que do papel nunca saiu, ou, ainda, aquela Faculdade de Medicina que o então Secretário de Estado José Sócrates em acto de feliz coincidência foi “festejar” para a Covilhã no dia e na hora do Conselho de Ministros que aprovou tal localização… mera coincidência…

Hoje, o desafio é outro, podemos mesmo dizer que é o futuro do ensino superior, público e/ou privado, em Viseu que está em causa. Com a Universidade Católica em estado de agonia quase que vegetativa, um Instituto Piaget com cada vez menos alunos e um Instituto Politécnico que luta e bem pela sua afirmação e sobrevivência no novo contexto e panorama da rede de ensino superior em Portugal, Viseu cidade região têm que aglutinar e defender em torno deste desígnio, sob pena de vermos uns a fechar portas e outros a definhar…

DSC5280Nos últimos dias, em momentos e contextos diferentes “aconteceu” falar-se, discutir-se e  opinar-se sobre o ensino superior em Viseu. Primeiro naquilo a que chamam de “Conselho Estratégico de Viseu” e, posteriormente, num debate levado a efeito pela Federação Académica de Viseu(FAV), acção que saúda.

10003527_445897712211557_245880822_nEm comum talvez a inconsequência de ambos, mas também, o mérito de trazer este tema de novo à discussão. Inconsequência do primeiro pois já percebemos, tal como pensávamos que é mais do mesmo, a começar pelos intervenientes e protagonistas, que salvo uma ou duas honrosas excepções são os de sempre, com a mesma boa-vontade e ideias de sempre… E vai de criar mais um “fórum” para entreter. O segundo, iniciativa louvável de 537339_10200358095467630_266844617_numa FAV renascida sob a batuta de Mário Coutinho e mais uns poucos, mas que pelo formato escolhido e diga-se, em abono da verdade, pelo estilo e qualidade de alguns dos intervenientes ficou longe do objectivo pretendido, mas ao mesmo tempo, veio mostrar uma Academia interessada e participativa. Academia esta, que estou certo, vai reclamar o seu espaço na “Viseu,cidade região” onde é uma agente não só educacional e social, mas também, económico.

Em jeito de análise e conclusão, realçar o seguinte:

  • UnknownA FAV mudou e isso é positivo, veio reclamar o seu espaço;
  • “Viseu, cidade região” e o seu líder António Almeida Henriques estão preocupados e
    cientes de que urge fazer algo pelo futuro do ensino superior em Viseu;
  •  Fernando Sebastião, “o homem” do Politécnico, qual Viriato guerreiro, “luta” pelo “seu/nosso” Politécnico como ninguém.

Veremos o que o futuro nos reserva, para já “não se esqueçam de meter o papel”…

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s