António, os 100 dias e o sofá…

Nunca percebi bem esta mania de aos 100 dias se fazerem balanços, ou de, até eles, ser tempo de adaptação. Porquê 100? Não podiam ser 90? ou 120? Ou…?

images-6De facto, perfaz hoje 100 dias que António Almeida Henriques e restante vereação, oposição incluída, não esquecer, tomaram posse.  O próprio o fez questão de lembrar e o Jornal de Notícias, edição de 29 de Janeiro, ao 99º dia trouxe à estampa a versão oficial, sendo que para além de um (1) dia, ter sobrado ainda algo por e para dizer…

Mais do que as medidas concretas que tomou, ou das alterações e inovações, interessa fazer uma apreciação global, distanciada e correta da gestão de António até agora.

Em Agosto passado um amigo daqueles que têm ideias e as exprimem sem medos ou receios, dizia-me que “em Viseu a mudança assusta” ao que retorqui que o que assustava era exactamente a perspectiva da não mudança, tendo eu enumerado alguns daqueles que considerava serem os desafios de António, alguns foram e são…

António fez e está a fazer o seu caminho por etapas, numa primeira fase assumiu a liderança, fez a sua equipa e já lá vamos, apresentou as suas ideias, ganhou as eleições e começou o “novo ciclo”.

No campo das ideias, dos projectos, António Almeida Henriques inovou e fez do seu programa eleitoral um autêntico programa de governo. Ao fazê-lo, assumiu o risco, definiu os objectivos e apontou para onde quer ir. Por isso, pelo que se propôs e pela sua capacidade de o concretizar ou não, será “julgado” em 2017 pelos munícipes com capacidade eleitoral. Ao mesmo tempo, facilitou o trabalho à oposição.

Viseu- cidade região é um dos grandes objectivos desta gestão autárquica, António Almeida Henriques afirmou-o e deixou isso bem claro logo na sua tomada de posse. E bem se tem esforçado para que assim seja, tirando a inanarrável  e escusada derrota na questão da liderança da CIM Viseu Dão-Lafões, António não precisava de “fazer” o frete ao PSD, a mensagem tem passado e António tem procurado que a sua voz seja ouvida, veremos se o é ou não…

Economia e cultura são eixos fundamentais e apostas, a par com o social, deste executivo municipal. Se na economia se notam diferenças pela positiva e se perspectiva uma diferença abismal entre o futuro e um “orgulhoso passado”, já na cultura, onde a ambição é enorme, o “drive” parece não ser suficiente para o que se quer e o que se quer é “tornar Viseu no 3º pólo cultural do país”. A ver vamos se não ficamos apenas pelos pólos de vestir…

O social contrói-se todos os dias, não se vê, nem tem que se ver. Tem que se fazer…

António, claramente, não “levou” em lista a equipa que queria. Mas, hoje, trabalha com a “sua” equipa.   Aos 30, dias não anos, já isso era visível. Com o próprio aos comandos, um quadrilátero não de arestas concretas mas de rostos bem definidos, “põe” em andamento e executa no terreno as políticas e objectivos.1002021_1428466374038316_759812804_n Com Joaquim Seixas na gestão operacional da “máquina”, um João Paulo Gouveia, já apelidado de “turbo”-vereador, a “fazer andar” a pesada máquina, a transpor e abrir cancelas com um ritmo de trabalho intenso que para já se tem revelado necessário e precioso. É, no entanto, nos dois(2) outros vértices do tripé que está a chave do cofre. Nuno Nascimento, fiel escudeiro de António e que o tem acompanhado desde há 1385442_551266558278829_1320056849_nmuito, é um chefe de gabinete como nunca teve Fernando Ruas. Nele, Nuno, reside o poder, nele estão os olhos e os braços de António, a simbiose perfeita. Se Nuno falhar, por certo, António não sobrevirá. Por último, mas não menos importante, a “sombra” Jorge Sobrado. Por ele passa toda a estratégia de comunicação do município e do Presidente. Apoiado no Núcleo de Comunicação e Imagem, também apelidado de SMP, Serviço Municipal de Propaganda, Sobrado tem sido o responsável pela Unknownimagem que tem transparecido do actual executivo. Profissional, tem feito o seu trabalho. Se por um lado exagera na não aparente mas efectiva vontade de “apagar” pela comparação a anterior gestão, por o outro tem conseguido colocar Almeida Henriques numa interessante exposição mediática que a seu tempo deverá dar frutos, ou não… Com papel importante na estratégia, cabe-lhe a responsabilidade de “fazer” parecer, mais do que fazer. Sendo certo que por cá não é terra de cegos…

1486785_1436531113231842_1062221847_nCom Fernando Marques, que, seguramente, António gostaria de ver no executivo, “arrumado” na SRU responsável pela “menina dos olhos” que é o centro histórico, Guilherme Almeida e Odete Paiva vão fazendo o seu trabalho, sendo claro que o grau de responsabilidade e exigência  desta é substancialmente superior ao do Presidente da concelhia laranja.

António pouco ou nada liga à oposição, faz mal. Primeiro desconsiderou, hoje pede que “tragam ideias, sugestões com qualidade, estudadas, em vez de andarem com ‘fait RED2divers'”. Diga-se, em abono da verdade, que a oposição tem qualidade, ideias e clarividência. Pode ser tentada a acantonar-se na crítica fácil e acéfala. Julgo que não o fará,  pois só perde se isso acontecer. Precisamos de uma images-2oposição que o seja efectivamente, que critique, denuncie e proponha. Será esse seguramente o caminho. Fica o registo da análise que PS e CDS fazem deste “reinado”. Na minha modesta opinião, o PS pela voz de José Junqueiro, tem uma visão mais realística da situação, até porque estamos longe da desilusão que Hélder Amaral aponta.

Resumindo e concluindo, estes 100 dias de António Almeida Henriques à frente dos destinos do concelho são claramente positivos, mesmo retirando a excessiva propaganda que para aí vai. António, inteligentemente e como o próprio o referiu, deu continuidade 1532143_1442405922644361_1275798295_naos projectos de Ruas, imprimiu um novo ritmo, está a trilhar o seu caminho. Arrumou a casa e procura afirmar-se como a “voz” da região.

Há dias alguém me dizia que era tempo de “sair do sofá”, o “Tó” saiu…

2 responses to “António, os 100 dias e o sofá…

  1. Pingback: O “grande” líder… | tempo de vésperas

  2. Pingback: Factos & questões… reflexões | tempo de vésperas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s