As escolhas de 2013…

Findo 2013 é hora de reflexão e balanço. É tempo de escolhas, de realçar o positivo e não esquecer o menos positivo.

Assim sendo, também Tempo de Vésperas fez a a sua reflexão. Um olhar cuidado e critico sobre o ano de 2013, sobre o que passou ou não passou, aconteceu ou não, influenciou e teve consequências ou não, sobre quem se destacou ou não… enfim, sobre o “ano” da comunidade em que nos inserimos.

Nesse seguimento, Tempo de Vésperas decidiu “eleger” a Personalidade e o Acontecimento de 2013, bem como, destacar algumas “coisas” menos positivas, até porque, temos memória, um bem precioso e o qual ajuda à estória da história…

Vamos por partes então, para Personalidade do Ano tínhamos vários indigitados, de diversas áreas, com feitos que mereciam destaque. Resolvemos destacar uma personalidade que pelo seu percurso de vida, pela sua presença na comunidade, pela sua capacidade de influência, pelo que representa e diga-se, pelo que condicionou, condiciona e condicionará no futuro, pelos amores e ódios que desperta, também, pela quase imgresunanimidade que o reconhecimento do seu papel ainda recentemente gerou e pelo homem que é, Fernando Ruas é, para Tempos de Vésperas, a  PERSONALIDADE DE 2013.

No ACONTECIMENTO DE 2013, eram ou são várias as opções, o que é positivo… No entanto, pesado vários factores, o ACONTECIMENTO de helder2013 é o regresso do CDS à Vereação Municipal com a eleição de Hélder Amaral. Volvidos   20 anos, o CDS regressa, por direito próprio, ao “lugar”de onde nunca devia ter saído. A capacidade e a perseverança de Hélder Amaral foram determinantes para este resultado. Este acontecimento marca pela positiva, pois a diversidade e pluralidade de opiniões e são sempre importantes e factor determinante de sucesso.

No campo do menos positivo destacar algumas situações que em Tempo de Vésperas já fomos dando conta ao longo do ano. Sem hierarquização e de forma avulsa, referir o contínuo “afundar” da Feira de S. Mateus, a novela em torno do “poder” na CIM Viseu Dão-Lafões, o crescente encerramento do comércio local, a relação entre o Executivo Municipal e a oposição, bem como com o anterior executivo, o resultado “autárquico” do PSD no Distrito, entre outros…

As escolhas nunca são fáceis e raramente geram unanimidade. Por certo agradam a uns e a outros nem por isso. Mas, é a nossa opinião e assumimos que são estas as nossas escolhas, essa é, também, a nossa liberdade…

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s