Viseu visto da Figueira… ou o futuro de António

Pois bem, passado alguns anos voltei às férias figueirenses, com visita obrigatório ao images-3casino, onde muitos param para ver e ser vistos, jantares tardios com os amigos no excelente Caçarola 2 e  paragem obrigatória em outros vários sítios. Em Agosto, por aqui, mais parece que estamos na “velha” Rua Direita ou no Rossio em hora de ponta…  Assim, é o local indicado para uma análise um tanto ao quanto distanciada e fria da temperatura da campanha para a autarquia viseense.

Aliás, se eu fosse candidato andava por aqui em campanha…

Focando, como sabem, sou militante de base do CDS, tive responsabilidades directivas a vários níveis, o meu sentido de voto é claramente conhecido, no entanto procuro fazer uma análise realista e imparcial q.b. do momento político que se avizinha.

images-4António Almeida Henriques, mais que provável futuro Presidente do executivo municipal,  só uma verdadeira hecatombe o afastará desse desígnio, tem na composição da sua lista duas imagens/mensagens importantes. Uma para o presente passado e com um destinatário concreto,imgres Fernando Ruas, com quem mantém uma relação institucional agora mais presente e outra uma, que terá reflexos no presente futuro, a presença tutelar da influência de Mota Faria, a quem alguns costumam apelidar de “peixe de águas profundas”… A não inclusão nas listas de outros membros da equipa de Ruas para além do incansável Guilherme Almeida e da simpática Ana Paula Santana, por sinal, ambos da “linha” Ruas não fundamentalista, é a resposta de António às constantes desconsiderações que Fernando foi destilando ao longo do ano, mas como Carlos Martabem diz Carlos Marta, para quem o futuro a Deus pertence, não há insubstituíveis… António dispensaria provavelmente a influência que Mota Faria tem ou teve na “feitura” da lista, onde 2º,3ª e 4º são reflexo dessa tentativa de omnipresença com um olho em 2017 e, seguramente, que o seu candidato à AM seria outro que não Faria.

António não é, seguramente, herdeiro do ruísmo, nem o quer ser nem creio que o queiram que seja. E é bom para o próprio e para Viseu que assim não seja, pois quem vier terá que inflectir caminho, procurar novos horizontes, abrir portas e janelas, rasgar dogmas e estabelecer pontes e novos compromissos…

Compromisso terá António Almeida Henriques com toda a certeza estabelecer com o 994784_605628076128889_2069096531_nCDS e com Hélder Amaral, este último quase certo como vereador e que conta com uma inusitada subida de José Junqueiro, para se tornar o fiel da balança no futuro executivo camarário.

Todos, sem excepção, jogam o seu futuro político nestas eleições.

Bem, chamam-me para ir a “banhos”… segue dentro de momentos…

 

3 responses to “Viseu visto da Figueira… ou o futuro de António

  1. Não conte com o “ovo no cu da galinha” porque Hélder Amaral poderá, com grande probabilidade, não ser eleito vereador e Irá de volta para AR, onde tem trabalhado muito.
    Já Fernando Figueiredo vamos a ver mas é possível que sim.

  2. Pingback: O domingo de António e dos outros… | tempo de vésperas

  3. Pingback: António, os 100 dias e o sofá… | tempo de vésperas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s