Porque outros se calam e tu não… Portugal que futuro?

O país parou, suspenso do que diria Gaspar, o monocórdico, senhor de um fair-play e de um humor refinado, ouviu o que já sabia, que a austeridade aumenta, que quem paga somos “todos nós” (já vi isto em qualquer lado), que somos “bons alunos” e que, “felizmente”, o IVA não aumenta e, já agora, os amigos da Tróika “deixam” que o défice derrape…

Não é meu propósito escalpelizar aqui as medidas tomadas, assim sendo, vamos ao que interessa.

Da esquerda caceteira, vulgo PC e futuro defunto BE, os costumeiros berros e palavras de ordem de já pouca ou nenhuma eficácia a que se lhes junta o satélite CGTP e a já pouca voz da UGT… Não percamos tempo…

O PS regiu pela voz de um jovem turco, Brilhante Dias de seu nome, pouco brilhante o discurso esperado de quem quer tudo menos ir para o governo ou ter responsabilidades governativas nesta altura. Aliás, Tó-Zé irá dizer isso mesmo a Cavaco Silva, que está seguro que a situação está má, mas que é preciso estabilidade… Tudo menos governar, isso não…

O PSD, pela voz de Jorge Moreira da Silva, lá veio avalizar tudo e mais alguma coisa, enquanto que do lado do PPD o silêncio de vários “barões” e as desconcertantes afirmações do “camarão da costa” Marcelo e do “boy” Nogueira Leite dizem tudo. Acresce que, numa manhã, não de nevoeiro, Alexandre Relvas, o “mourinho” de Cavaco e um nome a fixar para o futuro do país, falou…

Já o CDS, pelo “silêncio patrótico” do seu líder Paulo Portas, mantém o país em suspenso do que irá fazer… Especialidade de Portas, a geo-estratégia política. Paulo Portas faz o seu percurso calmo e sereno, na expectativa do que fará Cavaco Silva e deixando aos Senadores do partido, Bagão e Adriano Moreira, a tarefa de dar voz à direita portuguesa. Isto depois de António Pires de Lima ter dado o tom…

E Cavaco? em silêncio responsável, mantém-se, ele, atento e o país em suspenso sobre o que dirá ou fará.

A Cavaco não restam muitas opções. Por um lado um governo estafado e desacreditado, internamente, com profundas clivagens entre os dois partidos que o suportam, mas, com boa imagem junto da Tróika. Por outro lado, um PS sem chama nem uma ideia para o país, a sofrer de gritante amnésia e seguro de que não quer nem pode governar até porque isso obrigava a cura amnésica interessante. Acresce um país em grave crise social e económica, descrente e sem forças, um gigante adormecido…

Cavaco Silva sabe que tem pouca margem de manobra e pouco tempo, até, no limite, ao Orçamento de Estado algo terá que acontecer…

Por iniciativa própria ou por se ver pressionado a isso por um qualquer motivo, Cavaco vai ter de decidir se convoca ou não eleições antecipadas, dado que, na minha opinião, este governo está a e por dias.

Com um PS a querer fugir, um PSD a precisar de vida, um CDS, Paulo Portas diga-se,com forte sentido de Estado, um país expectante e uma Tróika de livro de cheques na mão, Cavaco Silva vai ser obrigado a nomear um governo de transição, vulgo salvação nacional, se é que ainda há algo para salvar, de sua iniciativa, mantendo a actual Assembleia e no qual estejam os três partidos do arco governamental, todos eles comprometidos com memorandum da tróika, o PS porque o negociou e assinou, PSD e CDS porque o avalizaram… Será um governo fortemente tecnocrata, restando saber quem o presidirá.

Neste cenário, o pior pesadelo de Tó-Zé Seguro, pois terá que brincar aos governos, o país viverá até 2014 sob uma governação de consensos “obrigados”, dependente do que emanar de Berlim e fortemente acossado socialmente, na esperança de um novo amanhã e de um futuro melhor…

Resta esperar, pensar e acreditar que o povo é sereno e que as Forças Armadas e os seu Oficiais Superiores são um espelho desse mesmo povo e, já agora, reler o que nos deixou Sophia de Mello Breyner Anderson:

“Porque os outros se mascaram mas tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão
Porque os outros têm medo mas tu não

Porque os outros são os túmulos caiados
Onde germina calada a podridão.
Porque os outros se calam mas tu não.

Porque os outros se compram e se vendem
E os seus gestos dão sempre dividendo.
Porque os outros são hábeis mas tu não.

Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos.
Porque os outros calculam mas tu não…”

Anúncios

One response to “Porque outros se calam e tu não… Portugal que futuro?

  1. Caro amigo tudo isto é verdade,o CDS sempre andou a boleia do PSD ainda por cima foi lhe entregue as 4 pastas principais. A respeito da derrapagem se houve-se forma era apresentar uma queixa contra eles pela má conduta nas contas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s