O país e o mundo… ou melhor o PPD de Passos e o país

Houve Congresso do PPD/PSD este fim-de-semana?

Não tivesse Paulo Portas presente na sessão de abertura e o enfado do Congresso seria ainda maior.

No entanto ressaltam alguns aspectos merecedores de atenção e que revelam que o Congresso não terá sido assim tão enfadado, pelo menos nos bastidores do dito.

  • PPC sai, internamente, derrotado deste Congresso. Porquê? Porque perde em duas situações diferentes mas muito relevantes. Perde, na revisão dos Estatutos, a introdução das primárias. O próprio defendeu esta proposta junto dos congressistas. Perde na eleição para o Conselho Nacional, onde a lista que “negociou” c/Paulo Rangel obteve apenas 36% dos votos. Este é um sinal claro para PPC, Relvas e companhia que o aparelho do partido não está contente… Porque será?
  • O Congresso, logo o partido, pareceram estar a leste do país, num exercício apenas contrariado por PPC no seu discurso de encerramento. A crise, as dificuldades, o país real não esteve no Pavilhão Atlântico.
  • Um discurso final de PPC sem chama nem novidades. Pela positiva a introdução da “esperança” e o reconhecer a importância das questões sociais nos dias que correm. De resto, poucas novidades num discurso de realismo, o que já por si, não é mau.

O país estava à espera de um discurso forte, carregado de “soluções”, que não existem, cheio de força e de “reunião”. Não me parece que PPC o tenha conseguido fazer. Mas, também ficou claro, que existe um PPD de Passos  e um PSD do aparelho… 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s